Musica Boa (5)

14:00

Há alguns anos tenho acompanhado o trabalho desse cantor e compositor fascinante que é Lenine. Desde a primeira música, me apaixonei por suas canções dotadas de grande brasilidade e originalidade. Assim como suas letras maravilhosas, que conseguem sempre me emocionar profundamente.


Quando mais nova, confesso que não gostava de MPB, Bossa Nova ou qualquer manisfestação de musica regional. Achava chato. Eu queria era escutar Gun's e meu mundinho musical se limitava a escutar Rock e Pop enlatado. Cresci e continuo gostando de Rock, embora o Gun's já não seja mais minha banda preferida. Meu leque musical se expandiu (e como!). Assim como, ao crescer vamos amadurecendo em relação à vida, meu gosto musical também amadureceu. Natural. Aprendi a ouvir outras coisas. Com o passar do tempo, dei espaço para meus ouvidos degustarem outros ritmos, outras letras....mais saborosas.


Quando a gente é mais novo, tudo é rápido, tudo é no agora., tudo é no "fast food". Queremos viver tudo no hoje como se o mundo fosse acabar daqui a cinco minutos. O amadurecimento natural da vida vem nos ensinar a dar uma desacelerada no ritmo. Pra quê tanta pressa, afinal? Você não pode controlar todos os acontecimentos da sua vida - ele diz - tenha calma, paciência....viva a vida. O Eclesiastes já dizia que "tudo tem seu tempo". Uma vez ouvi o seguinte em uma palestra sobre vida e maratona: "De que adianta correr uma maratona inteira se você não souber apreciar a paisagem pelo caminho? Só correu pela medalha? Isso é muito pouco" Hoje a minha caminhada é em "slow food". Vou caminhando num ritmo mais desacelerado que me possibilite, não só um dia completar a corrida, mas também ir "saboreando" a paisagem ao redor.


Hoje a música boa é com ele, Lenine, cantando uma das músicas mais lindas de sua carreira, no acústico que ele fez na MTV: Paciência.


Segue a letra:

Paciência -Lenine

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida é tão rara

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência

O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência

Será que é o tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (Tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
(a vida não para não)

Será que é tempo que me falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
(a vida não para não... a vida não para)






You Might Also Like

0 comentários

Seguidores

Follow by Email