sábado, outubro 02, 2010

Tempus Fugit






Um dia, Cronos, com um doce e sagaz sorriso nos lábios, passou por mim como uma suave brisa e sussurrou ao meu ouvido: “decifra-te ou devoro-te.”

2 comentários:

AC disse...

Ou vives ou a vida passa por ti.
Gostei deveras!

Beijo :)

Cristina Danuta disse...

Oi AC!

É isso mesmo e ainda mais um pouco. Mudando o foco da pergunta da esfinge, na verdade a grande questão (um desafio diário e para toda a vida) é desvendar a si mesmo.

Nós somos um grande mistérios para nós mesmos.

Beijos